loader
logo

Adaptação Escolar

 Adaptação: Um momento crucial para a criança e os demais envolvidos


 


        A chegada da criança na escola é um momento de grande importância, tanto para ela quanto para os responsáveis e profissionais.


 


            Nesse momento inicial na escola, os comportamentos da criança podem ser bem diversos. Por isso é importante que os pais tenham consciência de que as emoções, reações e comportamentos sofrem variações inesperadas. Cada situação será vivida pela criança de maneira única e cada criança poderá apresentar comportamentos distintos em sua adaptação.


 


            Esses comportamentos irão variar de acordo com a maneira que os adultos lidam com a ida da criança à escola. Se para os responsáveis esse acontecimento é motivo de alegria, de evolução, irá gerar na criança autoconfiança e certeza de que aquele é um local seguro e adequado para aprender, brincar e, principalmente, que sua família irá voltar para buscá-la no fim do período.


 


             Ao contrário disso, se a família se sente insegura, tem sentimento de dor e separação, demonstra nervosismo, choro, etc., a criança ficará insegura diante da situação, dificultando assim o momento da adaptação.


 


            Desse modo, é imprescindível a confiança no local escolhido para que sua criança passe grande parte do dia dela sem a sua presença. O choro nem sempre é uma expressão de dor ou sofrimento.


 


              E como podemos agir para tornar esse momento o mais tranquilo possível? 


 


1-    Demonstrar segurança e confiança no local e nos profissionais que cuidarão de sua criança;


 


2-    Forme um vínculo caloroso, especialmente com o profissional que irá receber/cuidar de sua criança, com isso ela também se sentirá estimulada a fazê-lo;


 


3-    Encoraje a criança a escolher as roupas, o lanche e tudo que ela levará para a escola. No caso da criança pequena, faça a mochila na frente dela com carinho e alegria, ela se sentirá segura;


 


4-    Envie recadinhos curtos, pequenos mimos para o profissional por meio da criança, isso a estimulará a procurar contato e diálogo com o mesmo, o que demonstrará a ela o vínculo de carinho entre você e o profissional;


 


5-    Não faça das despedidas no portão um evento prolongado, isso só aumenta a insegurança da criança. Abaixe-se na altura dela, dê um beijo de despedida e vá, mesmo que a criança chore, pois ela será muito bem cuidada e amparada pela equipe que está qualificada para isso;


 


6-    Nunca saia escondido sem se despedir, isso gera muita insegurança e sensação de abandono. Sempre se despeça de forma rápida, afinal quanto mais tempo se prolongar mais tempo irá durar o choro;


 


7-    Mesmo que você esteja sensibilizado, não chore na frente da criança, para que não gere medo e insegurança;


 


É válido lembrar que, quanto menor a criança chegar na escola/berçário, mais tranquila será a adaptação. Um bebê, por exemplo, dificilmente irá ter problemas na sua adaptação.


 


          No mais, é só colher os belos frutos que uma vida socialmente ativa proporciona a todos os envolvidos.

Envie-nos uma mensagem que entraremos em contato em breve.