Especialista em Glaucoma

Especialista em Glaucoma


1. O que é glaucoma?


Resposta: O glaucoma é uma doença ocular capaz de causar cegueira se não for tratada a tempo, pois 80% dos glaucomas não apresentam sintomas no início da doença. É uma doença crônica que não tem cura, mas, na maioria dos casos pode ser controlada com tratamento adequado e contínuo. Quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores serão as chances de se evitar a perda da visão.


2. Como faço para saber se tenho glaucoma?


Resposta: Para isto você deve consultar seu oftalmologista regularmente. Durante a consulta, ele fará ou solicitará diversos exames que poderão diagnosticar o glaucoma, tais como: exame do fundo do olho, medida da pressão intra-ocular e exame de campo visual.


3. Todas as pessoas podem ter glaucoma?


Resposta: Sim, qualquer um pode ter glaucoma, mas é mais comum em negros, em parentes de portadores de glaucoma, em idosos, portadores de alta miopia, usuários crônicos de colírios com corticóides, diabéticos.


4. Glaucoma tem cura?


Resposta: O glaucoma não tem cura, mas tem controle. Por isso a importância do rígido cumprimento do tratamento.


5. Qual é o tratamento ideal para o glaucoma


Resposta: O tratamento ideal é aquele que melhor proporciona CONTROLE da doença, ou seja, ausência de progressão. Pode ser feito através de colírios, laser ou cirurgias.


6. O que é tonometria?


Resposta: Tonometria é o nome dado ao exame indolor que mede a pressão de dentro do olho. 


7. O que é paquimetria?


Resposta: Paquimetria é a medida da espessura da córnea. É importante porque alterações em sua espessura, ou seja, mais grossa ou mais fina, falseiam o resultado da medida da pressão intra-ocular.


8. O que é CTD – Curva Tensional Diária?


Resposta: A CTD consiste em diversas medidas da pressão intra-ocular em diferentes horas do dia, com o objetivo de avaliar a variação da pressão intra-ocular.


9. O que é teste de sobrecarga hídrica?


Resposta: O teste de sobrecarga hídrica é um exame no qual o paciente ingere grande quantidade de líquidos e, em seguida, mede-se a pressão dentro do olho para ver se a alteração é normal ou não. 


10. Qual o intervalo ideal entre consultas para o controle do glaucoma?


Resposta: O acompanhamento deve ser o mais individualizado possível e depende do paciente, da agressividade da doença e da fidelidade do paciente ao tratamento entre diversos outros fatores. 


11. Qual é a pressão intra-ocular normal? E a pressão intra-ocular ideal?


Resposta: Estudos demonstram que a pressão intra-ocular normal é entre 10 e 21,5 mmHg, mas sabemos que cada paciente responde diferente a mesmos níveis de pressão. Há pacientes que apresentam glaucoma com pressão baixa e outros com pressão alta. Portanto, cada paciente tem a sua pressão ideal, que deve ser definida por seu oftalmologista.


12. A pressão intra-ocular pode variar no decorrer do dia e precisa ser igual em ambos os olhos?


Resposta: A pressão intra-ocular é geralmente maior de manhã e diminui à tarde. Porém, este ciclo pode mudar de paciente para paciente. A pressão intra-ocular difere pouco nos dois olhos, mas o ideal é que ela esteja dentro dos limites da normalidade em ambos. 


13. Como funcionam os medicamentos usados no glaucoma?


Resposta: Os colírios usados no tratamento do glaucoma têm 2 principais mecanismos de ação: ou diminuem a produção ou aumentam a drenagem do líquido que circula dentro do olho, chamado humor aquoso, com a finalidade de baixar a pressão intra-ocular. 


14. Glaucoma pode ser tratado com medicamentos genéricos?


Resposta: A medicação anti-glaucomatosa somente deve ser trocada sob orientação medica. Medicamentos genéricos podem ser usados, sempre com orientação médica. 


15. A pressão intra-ocular tem relação com a pressão arterial?


Resposta: São duas pressões distintas. A pressão arterial é a existente dentro dos vasos sanguíneos e a pressão intra-ocular é a existente dentro do olho. 


16. Existe relação entre a pressão intra-ocular e o uso de hormônios?


Resposta: Sempre que uma droga for iniciada, é importante que informe seu médico, para que a pressão intra-ocular possa ser avaliada. 


17. Existe relação entre a pressão intra-ocular e o uso de corticoides?


Resposta: O uso de corticoides sem recomendação médica aumenta a pressão intra-ocular, importante fator de risco para o desenvolvimento dos danos glaucomatosos. 


18. Existe relação entre a pressão intra-ocular e o uso de antidepressivos ou anticoncepcionais?


Resposta: Alguns medicamentos usados no mercado rotineiramente podem causar um certo tipo de glaucoma em indivíduos predispostos – por isso, evite a auto-medicação. Consulte sempre seu oftalmologista.


19. Existe relação entre a pressão intra-ocular e o consumo de líquidos, inclusive bebidas alcoólicas?


Resposta: A ingestão rápida de grande quantidade de líquidos pode alterar a pressão intra-ocular temporariamente, porém, a ingestão excessiva de álcool causa severos danos à saúde. Pessoas com desatenção à sua saúde têm pior prognóstico do glaucoma.


20. Fumo e obesidade agravam o glaucoma?


Resposta: Apesar de existirem grandes especulações, não é comprovado que o fumo e a obesidade alteram a evolução do glaucoma. Pessoas com desatenção à sua saúde têm pior prognóstico do glaucoma.


21. Como deve ser a alimentação ideal para o portador de glaucoma?


Resposta: Não há evidências científicas de que alterações na alimentação beneficiem ou prejudiquem o curso da doença.


22. O portador de glaucoma pode praticar qualquer tipo de esporte?


Resposta: Exercícios físicos podem variar a pressão intra-ocular. Alguns tipos de esportes beneficiam o tratamento do glaucoma. Converse sobre esse tema com o seu oftalmologista. 


23. Existem exercícios oculares que ajudem a baixar a pressão intra-ocular?


Resposta: Não há evidências de que exercícios oculares melhorem ou piorem o glaucoma.


24. O transplante de córnea cura o glaucoma?


Resposta: Existem diversos tipos de cirurgia para o tratamento do glaucoma. Porém, o transplante de córnea não é indicado para este fim, uma vez que o glaucoma é uma doença que causa danos ao nervo óptico. Transplante de córnea é tratamento para as doenças da córnea.


25. As células tronco podem ser usadas no tratamento do glaucoma?


Resposta: Existem estudos iniciais, mas ainda não há comprovação científica de benefício ou risco desta terapia na prática diária.


26. Os portadores de glaucoma podem ser operados de catarata?


Resposta: Sim, os portadores de glaucoma podem ser operados de catarata, ainda que alguns cuidados especiais sejam observados.


27. Quais são as cirurgias possíveis para curar o glaucoma?


Resposta: As cirurgias para o glaucoma visam impedir a progressão da doença na tentativa de manter a visão, mas não o curam. A mais comum é a trabeculectomia, onde se abre um novo caminho para a drenagem de um líquido, chamado humor aquoso. É possível também a cirurgia a laser e o implante de drenagem. Existe também o implante de um dispositivo valvulado e a ciclodestruição.


28. Posso tratar o glaucoma com homeopatias?


Resposta: Não existem benefícios comprovados do uso da homeopatia no tratamento do glaucoma.


29. A maconha ajuda a baixar a pressão intra-ocular?


Resposta: Os riscos do uso de drogas ilícitas superam os eventuais benefícios.


30. Todo colírio tem efeito colateral? Quais são eles?


Resposta: Há muitos efeitos colaterais, sendo os mais freqüentes: locais - olho vermelho, coceira, irritação, desconforto ocular, ardor; sistêmicos (no corpo) - sonolência, falta de ar, batedeira, arritmias, cálculo renal. Peça orientação ao seu médico sobre os efeitos colaterais dos colírios.


31. Como devo fazer para amenizar os efeitos colaterais dos colírios?


Resposta: Várias são as “manobras” para amenizar os efeitos colaterais dos colírios. Peça orientação ao seu oftalmologista.


32. Existe um tempo determinado para a pessoa portadora de glaucoma perder a visão?


Resposta: O objetivo do tratamento do glaucoma é preservar a visão e qualidade de vida do paciente. A obediência ao tratamento proposto pelo oftalmologista é importante, pois o glaucoma é uma doença que não tem cura, mas tem controle. Seguramente os pacientes que não fazem o tratamento adequado evoluem para a cegueira.


33. Como a grávida portadora de glaucoma deve fazer seu tratamento?


Resposta: A mulher que tem glaucoma deve sempre procurar um oftalmologista quando tiver a intenção de engravidar, para que o oftalmologista possa avaliar a condução de seu tratamento. As mulheres devem comunicar imediatamente ao oftalmologista o início da gravidez. 


34. Ficar muito tempo diante do computador, da TV, ler, são atividades que prejudicam o glaucoma?


Resposta: Tanto o computador, quanto a televisão, ler ou mesmo outras atividades que requerem atenção minuciosa não mudam o curso do glaucoma. 


35. Todo glaucoma é transmissível de um olho para o outro?


Resposta: O glaucoma ocorre de forma pouco diferenciada de um olho para o outro, sem que haja interferência entre eles. Glaucoma não é uma doença contagiosa.


36. Quem tem glaucoma pode usar lente de contato?


Resposta: As lentes de contato podem ser usadas em portadores de glaucoma sem prejuízo ocular mas, durante a instilação dos colírios, as lentes devem ser retiradas para que os conservantes dos colírios não diminuam sua vida média. Consulte o seu oftalmologista, pois os portadores de glaucoma necessitam de cuidados especiais. 


37. Quem tem glaucoma pode fazer cirurgia de miopia?


Resposta: A indicação da cirurgia de miopia em portadores de glaucoma é controversa. Portanto, procure seu oftalmologista se você tem desejo de operar.


38. Qual a idade ideal para começar a fazer os exames preventivos de glaucoma?


Resposta: O glaucoma deve ser prevenido desde o nascimento, especialmente em famílias de portadores de glaucoma. Outros fatores de risco são: idade acima 40 anos, raça negra, usuário crônico de colírios com corticóide, portadores de doenças sistêmicas. Quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores serão as chances de se evitar a perda da visão.


39. Qual é o prognóstico de visão para a criança portadora de glaucoma?


Resposta: Depende do diagnóstico precoce e do tipo de glaucoma. Geralmente quando o glaucoma é tratado precoce e adequadamente, permite visão por toda a vida.


40. O que é escavação?


Resposta: No exame de fundo de olho o médico analisa o estado do nervo óptico. Normalmente existe uma pequena depressão central que recebe o nome de escavação. Quando o glaucoma destrói as células nervosas, a escavação aumenta. Portanto, quanto maior o dano do glaucoma, maior será a escavação. Nem toda escavação aumentada significa glaucoma. Precisa ser avaliada por especialista, pois pode ser congênita 


41. A fotofobia é sinal de glaucoma?


Resposta: Fotofobia é a aversão à luz. Pode ser um dos sinais clínicos de glaucoma agudo. É mais freqüente no tipo congênito.


42. A portadora de glaucoma pode tingir os cabelos? E fazer maquiagem definitiva?


Resposta: Não há impedimentos para o uso de tintura de cabelos. Os cuidados de aplicação devem ser obedecidos, de acordo com as instruções nas embalagens do produto. A maquiagem definitiva deve ser feita por pessoa e local idôneos, tomando o cuidado para que não atinjam os olhos. 


43. Porque alguns portadores de glaucoma usam apenas 1 colírio e outros usam 2 ou 3?


Resposta: O tratamento deve sempre ser individualizado e cada paciente requer um tipo de tratamento diferente. Por isso, alguns usam um colírio, dois ou mais e outros fazem cirurgias.


44. Como devo tratar meu único filho portador de glaucoma? Os outros filhos também podem vir a desenvolver a doença?


Resposta: A criança portadora de glaucoma necessita de cuidados médicos diferenciados. Tenha conhecimento das limitações proporcionadas pela doença, pois a educação necessária para o seu desenvolvimento deve ser o mais possível, idêntica à das outras crianças. A probabilidade de ter outro filho portador de glaucoma deve ser analisada pelo médico. 


45. Quais são os principais prejuízos de não seguir corretamente o tratamento?


Resposta: Existe um grande prejuízo que é a diminuição da função visual que pode terminar até com a cegueira. O paciente que não cumpre o tratamento de forma adequada está se espondo à este risco.


46. Um conselho do médico para o portador de glaucoma


 


Resposta: É muito importante o diagnóstico precoce, portanto, naquela consulta do óculos para perto, por exemplo, pode ser feito o diagnóstico precoce do glaucoma. O segundo ponto importante é a observação rigorosa do tratamento, lembrando que os colírios podem perder o seu efeito ao longo da vida, então há a necessidade de retornos periódicos para que se saiba se o tratamento está adequado ou não. 

Interessado?

Envie-nos uma mensagem que entraremos em contato na brevidade.

Copyright © 2015 Clikofertas. Todos os direitos Reservados.